Azeite de Abacate

O QUE VOCÊ PRECISA SABER.



SAÚDE

O abacate é rica fonte de gorduras, porém, estas gorduras são “BOAS”. Elas ajudam a diminuir o colesterol ruim havendo o consumo em porções adequadas. Também possui vitamina E que tem função antioxidante e possíveis atuações na prevenção de alguns tipos de câncer e doenças cardiovasculares.



MEMÓRIA

Arqueólogos asseguram que o abacate teve sua origem entre 7000 e 5000 a.C., na região onde hoje se localiza o México, seu principal produtor mundial. No Brasil, há mais de 30 tipos de abacate que, de acordo com a Embrapa, são resultados do cruzamento entre espécies nativas do México, Caribe e Guatemala.



ECONOMIA

O México é o maior produtor (33%), o maior exportador (39%)e o segundo maior importador (19%) de abacate do mundo. No Brasil, o maior produtor é o estado de São Paulo, seguido de Minas Gerais e Paraná. As variedades preferidas pelo consumo interno são do tipo Breda e Margarida, que são frutos grandes e sem fio e possuem de 11% a 12 % de óleo.



EXTRAÇÃO DO ÓLEO

O óleo de polpa de abacate é semelhante ao óleo de oliva. Pode ser usado como ingrediente em alimentos funcionais por possuir alto conteúdo de ácidos graxos insaturados e substancial quantidade de compostos benéficos à saúde como vitaminas e fitosteróis. A extração de óleo fino de abacate pelo sistema de centrifugação, o mesmo utilizado no processamento do azeite de oliva, já foi feita no Campo Experimental da Empresa de Pesquisa Agropecuária de Minas Gerais - Epamig.

Pesquisadores da Epamig atestam que o óleo obtido da variedade Breda, produzida pela Flor do Abacate, é bem interessante, especialmente por apresentar um "sabor ligeiramente picante”.



ABACATE, AZEITONA TROPICAL

Assim como o azeite, o óleo de abacate é rico em ácidos graxos ômega nove que mostram efeitos benéficos ao consumidor, em relação à prevenção de doenças cardiovasculares. Além dessa propriedade, o óleo de abacate apresenta fácil absorção pela pele, podendo ser usado como veículo de substâncias medicinais.

Possui poder de absorção de perfumes e fácil formação de emulsão, tornando-o ideal para fabricação de sabões finos. Comparado a outros óleos vegetais, o óleo de abacate é mais estável a altas temperaturas. Sendo assim, pode ser utilizado em preparações quentes, como refogados e frituras, sem alterar sua estrutura química.



POTENCIAL DO MERCADO

De cor amarela ou esverdeada, o óleo do abacate pode ser extraído de qualquer variedade, se o fruto for colhido no momento certo e processado de maneira adequada.

A extração pode ser realizada por prensagem ou centrifugação, o que possibilita um produto de altíssima qualidade, classificado como extra-virgem, similar ao azeite, apresentando igual vantagem à saúde humana, explicam os pesquisadores.

A experiência positiva da produção do óleo e seu uso comestível no Chile, México e Nova Zelândia respaldaram a produção que já está sendo feita em Minas Gerais.



RECEITAS

Do campo à mesa.


Pão de abacate integral (contém glúten)

Ingredientes

  • 1 tablete de fermento biológico fresco;
  • 1/3 xícara (chá) de água;
  • 4 colheres (sopa) de açúcar;
  • 2 1/2 copos de 250ml de farinha de trigo integral;
  • 1 1/2 copos de 250ml de farinha de trigo branca;
  • 4 1/2 colheres (sopa) de azeite de oliva;
  • 200 gr de abacate;
  • 2 unidades de ovo;
  • 1 colher (chá) de sal.

Preparação

Em uma tigela junte o fermento com 1 colher (sopa) de açúcar e mexa até dissolver.

Acrescente a água e 1/2 copo de farinha de trigo.

Misture bem, cubra a tigela e deixe o fermento crescer por 30 minutos ou até dobrar de volume. Reserve.

Enquanto isso coloque no liquidificador 4 colheres (sopa) de azeite de oliva, o abacate, o restante do açúcar e os ovos. Bata até obter um creme.

Em seguida, junte à mistura fermentada e misture. Adicione o sal.

Aos poucos, adicione a farinha de trigo, misturando até desgrudar das mãos.

Unte a massa com 1/2 colher (sopa) de azeite de oliva e coloque de volta na tigela.

Cubra-a e deixe a massa crescer, em local aquecido, por 20 minutos ou até dobrar de volume.

Em seguida, forme as bolinhas e coloque-as em uma assadeira. Deixe crescer por mais alguns minutos. Leve para assar em forno médio a 180ºC, pré-aquecido, por 30 minutos ou até os pãezinhos dourarem.